O medo do trabalho (Paper de Metodologia cientifica)

     Conforme vimos no artigo Contato restrito com fontes, do livro Mídia e Violência, a morte do jornalista da TV GLOBO, Tim Lopes, de 51 anos de idade, que estava terminando uma reportagem investigativa que tinha como fogo o abuso sexual dentro dos bailes funk, na favela Vila Cruzeiro, no bairro da Penha, subúrbio do Rio de Janeiro, teve uma grande repercussão na mídia e serviu com estopim para a propagação do medo entre os jornalistas e revolta do povo pedindo mais segurança nas favelas e bairros de periferia.

    Segundo a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), a morte de Tim Lopes atingiu a liberdade de expressão, onde os jornalistas tem receio de tudo, quando o assunto é favela, periferia, tráfico, lugares mais populares etc. Os jornalistas só entram em favelas, com auxílio da polícia, mesmo assim, ainda é perigoso. Eles, com a presença da polícia não conseguem uma boa matéria ou investigação, assim, sendo obrigado a entrar na favela por conta própria, com permissão do tráfico. No entanto, mesmo sem a presença da polícia, eles não tem liberdade, pois todos sabem quem são, de onde são e o que querem. Os moradores sentem medo de falar qualquer coisa, pois sabem que o fim do X9 (termo usado para definir os fofoqueiros, dedo duro etc),  é a morte. Ou seja, complicando ainda mais a vida de um dedicado e corajoso jornalista.

     Por fim, pode_se concluir que a vida de um jornalista não é nada fácil, pois além de suas dificuldades pessoais eles também tem família, sonhos e deveres a  cumprir. No entando, não basta apenas querer fazer uma boa reportagem, mas sim ter a permissão para faze_lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s