Fail

”Infelizmente nao traçamos os contornos do passado a lápis, impedindo o uso da barrocha na correçao de certos erros”

Porque esperar criticas positivas, se as que precisamos melhorar, sao as negativas?!

”Infelizmente na busca da perfeiçao, esquecemos que somos imperfeitos”

– “Boa noite”

© Lé0 Machado

Ignorância humana

Se parássemos por alguns instantes e observássemos ao nosso redor,
logo notaríamos que em certo momento da vida, ou mesmo após ter
feito algo e se arrepender, muitos fazem as mesmas indagações…

– Ah se eu pudesse voltar no tempo…
– Ah se o tempo parasse…

Infelizmente o que muitos não sabem ou não pensam, é o simples detalhe:

“Mesmo se o tempo parasse ou voltasse, ainda existiria o amanhã”

– E como sempre, por sermos “seres racionais”, erraríamos novamente…

 © Lé0 Machado

O paradigma da comunicação

Em minha última aula de português, tomo conhecimento que nossa história só existe, pois é comprovada por uma instituição, no caso, a Igreja.

Desde a antiguidade, o homem das cavernas já sentia a necessidade de relatar os acontecimentos daquela “precária” época. Utilizando ossos, cacos de pedras, o antiquado homem das cavernas já transcrevia através de símbolos o seu dia-a-dia, “alucinações” ou fatos que tinham algum significado. Foi através dessa humilde participação, que nossa história foi esculpida.

Entretanto, atualmente estamos esquecendo o efeito das coisas simplórias, e se englobando em uma nova forma de comunicação, a comunicação virtual. A virtualidade vem anexando não só uma nova forma útil de se comunicar, mas se desenvolve a um ponto em que vidas virtuais estão sendo criadas, famílias, grupos de estudos, trabalhos, enfim, se faz essencial na vida de cada individuo da sociedade.

Levando em consideração a importância dos ‘’escritos’’ do homem das cavernas, e pensando nessa atual  virtualidade, caso nossos descendentes tenham a carência de energia, como passaríamos a diante nossa história?

– Pense nisso.

© Lé0 Machado

Seis coisas impossíveis

Todos os dias antes de ir para faculdade,
Realizo seis coisas impossíveis.

1ª  Acordo ainda dormindo.

2ª  Mesmo morrendo de sono, mantenho o bom humor.

3ª  Trabalho com meus pais e sou feliz.

4ª  Sempre tenho uma baita ideia, quando não consigo se quer pensar.

5ª  Chego em casa cansado, com um monte de coisas para fazer,
      não consigo fazer nada, ainda assim mantenho a esperança.

6ª  Chego na faculdade e estudo normalmente, como se nada tivesse acontecido.

© Lé0 Machado

Distorções

Quando sonhamos esquecemos de tudo,
Imaginamos o que não existe,
E fazemos existir o que até então não existia.

Por ingenuidade, esperamos a vida inteira
Por aquele momento lindo e feliz,
Onde nada daria errado.

Sem saber que esse dia talvez não chegue,
Esperamos ansiosamente por ele.
 
Até hoje eu me pergunto.

“Como as coisas seriam diferentes, se eu estendesse antes,
as distorções de um sonho a tempos realizado”

O engraçado e ao mesmo tempo irônico nisso tudo,
é o simples fato de esperarmos a vida inteira ele acontecer,
e finalmente quando acontece, além de não ser como sempre sonhamos,
não somos capazes de reconhecê-lo.

© Lé0 Machado

Pensamentos


O erro nos faz pensar melhor em tudo que fazemos.
No entanto, as vezes pensamos tanto com medo de errar,
que acabamos não fazendo outra coisa, se não, errar novamente.

_____________________________________________________

Sinônimo de felicidade é ver ou fazer feliz,
aquele que mesmo sem saber,
ou por mais simples que pareça,
nos ensinou o humilde significado da vida,
Fazer feliz aqueles que amamos.

© Lé0 Machado

Muito Obrigado


Como falar da pessoa que eu mais ajudo,
Sem pedir se quer um tostão.

A pessoa que sempre quando precisou,
Mesmo sem pedir, eu estava lá.

A pessoa que mais fala de justiça, direitos e bom senso.
E que hoje, quando precisei de um simples favor,
Ela simplesmente diz:

– Não dá, tenho que fazer as minhas coisas.

Hoje, não sei falar outra coisa, se não, agradecer.

– Obrigado mãe, você me ensino a ficar em silêncio.

“O vitorioso na vida, não é o forte, e sim o flexível”

© Lé0 Machado